2 de novembro de 2017

45 ANOS É POUCO Procuradoria recorre contra pena de Cabral

Os procuradores da República que integram a força-tarefa da Operação Calicute - desdobramento da Lava Jato no Rio - querem pena máxima para o ex-governador Sérgio Cabral, já condenado a 45 anos e dois meses de prisão pelo juiz Marcelo Bretas, da 7.ª Vara Criminal Federal. Em razões de recurso de apelação, os procuradores alegam que “restou evidenciado que (Sérgio Cabral) agiu com ganância, imbuído da intenção de enriquecer de modo fácil, ainda que para tanto fosse sacrificada a higidez da administração pública estadual, em prejuízo da coletividade”.

0 comentários: