11 de novembro de 2017

Jonathan é indiciado por estupro, latrocínio e ocultação de cadáver

A Polícia Civil de Frutal encerrou nesta sexta-feira, 10, o inquérito do assassinato da jovem Kelly Cristina Cadamuro, 22 anos, e indiciou Jonathan Pereira do Prado, 33 anos, por estupro, latrocínio e ocultação de cadáver.
Kelly foi assassinada após dar carona para Jonathan, numa viagem de Rio Preto a Itapagipe (MG). Durante o trajeto, o homem agrediu e matou a jovem às margens do rio Marimbondo, em Frutal. Ele foi identificado pelas câmeras de segurança de um pedágio na BR-153 e foi preso no dia 2. Laudo pericial confirmou que a morte de Kelly foi por estrangulamento.

0 comentários: