23 de agosto de 2018

Marin é condenado a 4 anos de prisão nos Estados Unidos

A juíza Pamela Chen, da Corte Federal do Brooklyn, no Distrito Leste de Nova York, condenou nesta quarta-feira José Maria Marin a 48 meses de prisão e pagamento de multa de US$ 1,2 milhão (cerca de R$ 4,8 milhões pela cotação atual) pelos crimes cometidos na época em que foi presidente da CBF, de 2012 a 2015. Ele foi acusado de participar de um esquema de corrupção que resultou no pagamento de US$ 154 milhões (R$ 625 milhões) em subornos envolvendo torneios como a Copa do Brasil, Copa América e Copa Libertadores. O brasileiro já cumpriu 13 meses de detenção na Suíça e nos Estados Unidos. Por isso, e por ter bom comportamento, sua pena final será reduzida para 28 meses de prisão.