28 de dezembro de 2018

Mulher aciona a Justiça após cair em golpe do casamento com homem que se dizia ser embaixador da ONU

Uma funcionária da Prefeitura de São José do Rio Preto (SP) acionou a Justiça para pedir indenização por dano moral e material contra o advogado Marcelo Henrique Morato Castilho, que se intitulava como embaixador da ONU. A vítima alega ter caído no “golpe do casamento”. A mulher é uma das cinco vítimas que procuraram a polícia para denunciar o homem.
Consta no processo, protocolado em 19 de dezembro deste ano, que a vítima e o suspeito teriam se conhecido em 2010 e, entre namoro e noivado, tiveram um relacionamento que durou oito anos. A funcionária pede que o advogado pague uma indenização no valor de R$ 125 mil.
Esta é a segunda vítima que procurou a Justiça pedindo a condenação do advogado. A primeira foi uma médica, também de Rio Preto, que teria caído no mesmo golpe. A médica estava com cerimônia marcada, mas não conseguiu casar porque ele disse que foi sequestrado, e chegou a mandar uma foto (veja a foto abaixo). Segundo a polícia, o crime foi forjado.