7 de fevereiro de 2020

Turiúba se despede do filho Asa Branca

Homenagens em forma de coroa de flores, de reverências, de canção e de aplausos marcaram os últimos momentos antes do sepultamento do lendário locutor de rodeios Asa Branca. Waldemar Ruy dos Santos morreu aos 57 anos e foi enterrado nesta quinta-feira, 6, no jazigo da família, no cemitério municipal de Turiúba, cidade natal do artista. O locutor morreu na terça-feira, 4, depois de 11 dias internado no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp), onde tratava um câncer de garganta.

O corpo de Asa foi velado na Assembleia Legislativa, em São Paulo, e na noite de quarta chegou para o velório na Câmara Municipal de Turiúba, cidade de 12 mil habitantes a 100 quilômetros de Rio Preto.
Asa Branca deixa a mulher Sandra Santos e cinco filhos. "Muito difícil. Dói demais, mas ele descansou e tenho certeza que está com Deus", lamentou a filha Bianca Gonçalves. A viúva parceira de anos disse que o sentimento é de tristeza e alívio. "Dói muito, mas ao mesmo tempo a gente sente conforto porque tudo que ele passou, tudo que ele foi, a gente sabe que ele está descansando com os espíritos de luz, com Jesus."