16 de junho de 2020

Justiça manda Barretos fechar lojas, bares e salões de beleza após rebaixamento no Plano SP

A Justiça mandou a Prefeitura de Barretos (SP) fechar lojas de rua, shoppings, bares, restaurantes, escritórios e salões de beleza em um prazo de 48 horas. A decisão atende a uma ação movida pelo Ministério Público (MP) após o prefeito Guilherme Ávila (PSDB) determinar a continuidade dos serviços diante da proibição do governo estadual.
Barretos e outros 17 municípios que integram a Diretoria Regional de Saúde (DRS V) foram rebaixados da fase amarela à fase vermelha do Plano São Paulo, que estabelece regras para a retomada econômica diante da pandemia da Covid-19.

Segundo as determinações do governo de SP, até o fim de junho, a região só deve manter em funcionamento os serviços essenciais.
A decisão da Justiça, no entanto, só vale para Barretos. Em caso de descumprimento, a Prefeitura deverá pagar multa diária de R$ 10 mil.