18 de outubro de 2020

Embraer cria startup para desenvolvimento de 'carro voador'.


O projeto da Embraer de criar um veículo elétrico de decolagem e pouso vertical, conhecido pela sigla em inglês eVTOL e carinhosamente apelidado de "carro voador", está alcançando novos patamares. O desenvolvimento do eVTOL saiu do guarda-chuva da EmbraerX, braço de inovação do grupo, e agora vai caminhar com as próprias pernas em uma empresa separada, a Eve Urban Air Mobility Solutions, ou somente Eve (se lê IVI).

O presidente e CEO da EmbraerX, Daniel Moczydlower, explicou que o projeto do eVTOL está em desenvolvimento dentro da EmbraerX há cerca de quatro anos e a ideia veio ganhando corpo desde então. "Por mais que o mercado (para um veículo como esse) não exista hoje, dá para olhar no futuro. Muita gente está apostando nele e tudo nos leva a crer que não é uma aposta despropositada", disse.

Moczydlower explicou que a criação da Eve, que hoje é uma espécie de startup, dará mais agilidade no desenvolvimento do projeto. "A Embraer vai capturar um espaço importante no mercado se ela se mover rápido. Agora o projeto tem de acelerar, ganhar velocidade, para sermos os primeiros a entrar", disse. A aposta nesse mercado potencial por parte da Embraer não veio do nada. A EmbraerX integra o Uber Elevate (projeto de transporte aéreo compartilhado e acessível da Uber) desde o seu início, em 2017. "A Uber tem dados riquíssimos sobre o transporte de pessoas nas maiores cidades do mundo. Eles sabem quais as rotas mais densas, quanto tempo se perde no transito nessas rotas e quais seriam os melhores mercados para esse tipo de transporte", disse. Uma das principais apostas é o mercado dos Estados Unidos.