Duplicação da BR avança, mas ‘pista velha’ é obstáculo em Rio Preto.



A Duplicação em trecho urbano de Rio Preto e construção de viadutos avançam, mas Dnit confirma que restauração de parte da "pista antiga" só será concluída em junho; contrato foi assinado em 2014.

A duplicação da BR-153 nos 17,8 quilômetros trecho urbano de Rio Preto, com construção de viadutos e passarelas avançaram neste ano, mas restauração de "trecho antigo" de pista duplicada, emperra a empreitada. De acordo com informações do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), vinculado ao Ministério da Infraestrutura, as obras previstas em contrato para restauração das pistas, entre os quilômetros (kms) 59,5 e 64,2, não estão nem com 10% concluídos.s. O segmento que tem extensão de 4,68 kms e abrange, por exemplo, a região da Represa Municipal, tem um pouco mais de 600 metros executados, segundo o Dnit. Há desvio ao longo da obra que também depende de conclusão da restauração.

"Deste trecho (com duplicação antiga), foram restaurados 640 metros da pista norte (próximos ao entroncamento com a rodovia Assis Chateaubriand), que correspondem a cerca de 7% do total previsto", informou o Dnit. Os serviços em questão estão em análise de empresa responsável pela supervisão das obras de duplicação, a Etel Estudos Técnicos Ltda. No local, deve ser realizado estudo de contagem de tráfego para denição da conclusão das obras. Em agosto, a supervisora do contrato, em reunião com representantes do consócio, solicitou "revisão de projeto em fase de obras do segmento 2". Em parecer, ao qual o Diário teve acesso, a empresa apontou que o "pavimento existente (no trecho antigo) se encontra com diversas patologias associadas aos níveis de funcionalidade e estrutural do pavimento." O consórcio responsável pela obra discordou do parecer. Segundo a empreiteira, o problema estaria restrito "em área pontual e pouco representativa, se comparada com a área total", arma em relatório do Dnit elaborado em 2 de dezembro. O consórcio ainda informa que irá atender as recomendações.

Nenhum comentário: