25 de dez. de 2020

Família se diz 'estraçalhada' após mulher ser achada morta; filho é suspeito.


Filho é principal suspeito de envolvimento na morte de mãe. Às autoridades, ele afirmou que a morte foi acidental ao empurrá-la após uma discussão entre os dois.

Amigos e familiares de Márcia Lanzane, de 44 anos, mostraram profunda comoção pela morte da mulher em Guarujá, no litoral de São Paulo. A vítima foi encontrada morta dentro da própria casa e o filho de 23 anos é o principal suspeito de ter envolvimento no óbito. À Polícia, ele afirmou que a morte foi acidental. As investigações prosseguem.

Familiares relataram à reportagem que o próprio filho teria ligado para amigos, desesperado, e acionado a polícia, afirmando que encontrou a mãe morta em casa. Inicialmente, ele não teria contado nada sobre ter envolvimento no óbito. Foi após a polícia suspeitar e o questionar, segundo as autoridades informaram ao G1, que o jovem confessou que teria sido uma morte acidental após empurrá-la durante uma discussão. Em seguida, segundo ele alegou, Marcia teria caído e batido a cabeça.

O pai do filho da vítima, Joel Eustáquio Vieira, relata que já não era mais casado com Márcia. Ao G1, ele afirma que auxiliou no levantamento de informações sobre a morte da ex-mulher porque suspeitou que algo sério teria ocorrido assim que soube que ela morreu.