22 de dez. de 2020

Governo de SP endurece quarentena durante festas de final de ano para conter avanço da Covid-19 no estado.


Comitê de saúde determinou que apenas serviços essenciais poderão funcionar nos dias 25, 26 e 27 e, depois, nos 1, 2 e 3 de janeiro. Região de Presidente Prudente é a única em que retorno para a fase vermelha não será somente temporário.

O governo de São Paulo determinou nesta terça-feira (22) medidas de endurecimento da quarentena, com o aumento nas restrições de funcionamento de bens e serviços em todo estado durante o Natal e o réveillon. De acordo com o anúncio, apenas serviços essenciais poderão funcionar nos dias 25, 26 e 27 de dezembro e 1, 2 e 3 de janeiro.

Podem funcionar nos dias 25, 26 e 27 de dezembro e 1, 2 e 3 de janeiro:
  • farmácias;
  • mercados;
  • padarias;
  • postos de combustíveis;
  • lavanderias;
  • meios de transporte coletivo, como ônibus, trens e metrô;
  • e hotéis, pousadas e outros serviços de hotelaria.

Não abrem nos dias 25, 26 e 27 de dezembro e 1, 2 e 3 de janeiro:
  • shoppings;
  • lojas;
  • concessionárias;
  • escritórios;
  • bares, restaurantes e lanchonetes (exceto para delivery);
  • academias;
  • salões de beleza;
  • e cinemas, teatros e outros estabelecimentos culturais.
Nos outros dias, o estado todo, à exceção da região de Presidente Prudente, permanece na fase amarela da quarentena. Nesta fase, restaurantes podem funcionar até as 22h, com serviço de bebida alcóolica apenas até as 20h, e bares devem fechar as portas até as 20h. Com isso, nos dias 24 e 31 de dezembro, bares e restaurantes não poderão operar até a meia-noite em nenhuma região do estrado de SP.