Justiça manda prefeitura de Olímpia recuar à fase vermelha do Plano São Paulo no feriado de Ano Novo.



Na última terça-feira (22), o governador João Dória (PSDB) determinou que somente serviços essenciais funcionassem 25, 26 e 27 de dezembro e 1, 2 e 3 de janeiro. No entanto, o prefeito de Olímpia desrespeitou o decreto estadual e autorizou os parques aquáticos a funcionarem.

A Justiça acatou liminar expedida pelo Ministério Público para Olímpia (SP) recuar à fase vermelha do Plano São Paulo nos dias 1, 2 e 3 de janeiro.
Na última terça-feira (22), o governador João Dória (PSDB) determinou medidas de endurecimento da quarentena, com aumento nas restrições de funcionamento de bens e serviços em todo o estado durante o Natal e Ano Novo.

Somente serviços essenciais poderiam funcionar nos dias 25, 26 e 27 de dezembro e 1, 2 e 3 de janeiro. No entanto, o prefeito de Olímpia, Fernando Cunha (PSD), publicou um decreto autorizando os parques aquáticos a funcionarem com 40% do publico total. Ou seja, desrespeitou a determinação do estado de São Paulo.
O Ministério Público, então, entrou com uma ação pedindo para Olímpia respeitar o Plano São Paulo. O juiz plantonista da comarca de Barretos (SP), Luciano de Oliveira Silva, concedeu liminar e deu 24 horas para Fernando Cunha respeitar o decreto do governo estadual.
Em nota, a Prefeitura de Olímpia informou que recorrerá da decisão.

Nenhum comentário: