Banco do Povo empresta R$ 8 milhões a rio-pretenses em 2020.


As linhas de microcrédito concedidas a empreendedores locais em 2020 é três vezes maior do que o emprestado no ano anterior; pandemia e facilidade de aprovação influenciaram número recorde.

O volume de empréstimos concedidos pelo Banco do Povo em Rio Preto no ano de 2020 foi três vezes superior ao montante liberado em 2019 para pequenos e microempreendedores locais. No ano passado, a instituição financeira disponibilizou R$ 8,2 milhões, enquanto que no ano anterior foram liberados R$ 2,3 milhões - um aumento de 247%, segundo dados da secretaria de Desenvolvimento Econômico e Negócios do Turismo de Rio Preto. 

A soma do crédito disponibilizado pela instituição em 2020 é a maior dos últimos cinco anos e tem a pandemia como um dos principais fatores. Esse volume se justifica pelo crescimento no número de pedidos de crédito. Em todo o ano passado, foram formados 614 contratos, um aumento de 113% em relação ao ano anterior, quando a Prefeitura assinou 288 acordos de empréstimos. "No início do ano estávamos registrando um número relativamente normal. A partir de abril passamos a ter uma concentração muito grande de pedidos, que coincidiu com um dos piores momentos da pandemia", afirma Jorge Luís de Souza, o secretário de Desenvolvimento Econômico e Negócio de Turismo.