25 de fevereiro de 2021

São Paulo pressionado em final com o Fla.


O São Paulo vai atuar sob pressão diante do Flamengo, nesta quinta-feira, 25, em jogo que pode definir o título do Brasileirão. Depois de liderar a competição por 14 rodadas, os paulistas perderam o fôlego, caíram na tabela e necessitam de um resultado positivo, às 21h30, no Morumbi, para evitar o vexame de não ir direto à fase de grupos da Copa Libertadores. Com dois pontos a mais que o Fluminense, a obrigação é de não perder a quarta colocação.

Já o Flamengo depende apenas de suas forças para conquistar o bicampeonato após altos e baixos. Conduzir o time à vitória no Morumbi significará a Rogério Ceni festejar sua maior conquista na precoce carreira de treinador. Mas, para isso, ele terá de ganhar pela primeira vez do ex-clube, no qual fez história por mais de 20 anos. O time carioca também não sai vencedor no Morumbi há quase 10 anos. Rogério Ceni parece "empacar" quando tem o São Paulo pela frente. De 2019 para cá, desde que foi demitido do clube e assumiu o Fortaleza, ele encarou seu "time do coração" em sete ocasiões e jamais ganhou.

Jogadores foram alvo de muitas críticas e os torcedores são-paulinos não admitem posição abaixo do G4. Marcos Vizzoli, em seu último jogo no comando antes de Hernán Crespo assumir, promete buscar a vaga direta. "Podemos estar entre os quatro melhores de uma classificação à Libertadores. Isso vai dar ânimo, vai dar um respiro maior, então passa a ser um outro desafio para esse jogo", afirmou.
Depois de perder um pênalti nos minutos nais no Engenhão, o atacante Luciano espera se redimir diante do Flamengo não apenas para levar o time à vaga direta na Libertadores, como também tentar se isolar na artilharia. Ele soma os mesmos 17 gols de Marinho, Thiago Galhardo e Claudinho.