Homem mata ex-mulher com diversas facadas e depois tenta se matar a tijoladas.


Uma mulher de 25 anos, moradora na cidade de Colômbia, identificada como Francislady Aparecida Rosa Oliveira, foi morta com golpes de faca pelo seu ex-companheiro, identificado como Mauricio Fonseca, de 43 anos, tendo o crime acontecido atrás de um posto de combustíveis situado a Rua São Paulo, sendo ainda constatado que depois do crime o homem tentou contra a própria vida, utilizando a faca e desferindo tijoladas em sua cabeça.

Segundo consta, a Polícia Militar foi acionada ao hospital de Colômbia, pois Mauricio havia dado entrada dizendo que havia matado sua mulher e que o corpo estava atrás do posto de gasolina.
Também foi constatado que o autor e a mulher eram amasiados e estavam separados há quinze dias, tendo em comum uma filha de um ano, e após o término do relacionamento, Francislady foi morar com a mãe, mas Mauricio não aceitava o fim do relacionamento.

Naquele dia, ele a levou, junto com a filha, para a cidade de Planura/Minas Gerais, para comerem pastéis, e ao retornarem para Colômbia, eles deixaram a filha na casa da mãe da vítima e saíram de carro para conversar.
Próximo do posto, os dois saíram do carro e a mulher disse para o autor que estava se relacionando com o pai de sua outra filha, ocasião em que Mauricio foi até o carro, pegou uma faca de, aproximadamente, 25 centímetros e matou a Francislady, que foi atingida com vários golpes no pescoço.

Após cometer o crime, o Mauricio tentou contra a própria vida, desferindo facadas em seu próprio corpo e pescoço, além de tijoladas em sua cabeça, porém, na sequencia, ele mesmo pegou seu carro e foi até hospital municipal para ser atendido.
Em relato a policia o autor disse que estava arrependido e que só cometeu o crime após a mulher dizer que estava com outra pessoa, afirmando ainda que ele andava com a faca dentro do carro.

Também foi informado por uma enfermeira que Mauricio, já havia passado pelo hospital depois de machucar a mão amolando uma faca.
O autor foi transferido para a cidade de Barretos e está internado na Santa Casa sob a escolta da Polícia Militar, sendo o caso registrado como feminicídio.

Fonte: Olímpia 24 horas.

Nenhum comentário: