28 de junho de 2021

Banco do Brasil anuncia leilões on-line de imóveis com até 70% de desconto dos lances iniciais.


Leiloeira aponta para oportunidades de investimento em imóveis urbanos e rurais. Localizados em seis estados, os lotes podem ser arrematados a partir de R$ 16,4 mil. Dia 30 (quarta), às 11h e 14h

O Banco do Brasil (BB), em parceria com o escritório Lance no Leilão, realiza dois leilões de imóveis urbanos e rurais na quarta-feira, 30, às 11h e às 14h. Ambos serão realizados exclusivamente on-line na plataforma Lance no Leilão. Os descontos chegam a até 70% dos lances iniciais, com valores mínimos entre R$ 16,4 mil e R$ 27,5 milhões.
Entre as oportunidades de investimento estão casa, prédios, salas comerciais, dependências desativadas, fazendas e terrenos, localizados em 18 municípios dos estados de Goiás, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo, além do Distrito Federal.

Podem participar pessoas físicas e jurídicas mediante cadastro no portal Lance no Leilão com até 48 horas de antecedência. Os arremates podem ser feitos à vista ou por financiamento, com exceção dos imóveis do segundo leilão, que são ofertados apenas à vista.
A visita presencial em alguns imóveis é possível, com agendamento. O edital completo dos lotes está disponível no portal Lance no Leilão.

Fluxo para o interior – a leiloeira oficial da Lance no Leilão, Carla Umino, aponta para arremates no interior. “Com o crescimento de moradores em cidades menores, sobretudo com a pandemia, com trabalho home office e híbrido aumentou o fluxo do comércio local desses municípios. Dependências desativadas do Banco se mostram imóveis com positivo custo-benefício por estarem localizadas em ruas estratégicas, principalmente em praças centrais”, explica.

Diversificação de ativos – de acordo com Edson Chini, gerente executivo do Banco do Brasil, os eventos poderão atrair investidores que desejam diversificar seus ativos, tanto para o segmento residencial e comercial, como para o rural. “Com a Selic em patamares baixos, cresceu o número de pessoas que perceberam nos leilões de imóveis uma oportunidade de investimento seguro e rentável”, destaca.