17 de junho de 2021

Presidente da Acirp diz que lockdown noturno é 'tragédia' para bares e restaurantes.


Acirp participou dos debates no Executivo para evitar o lockdown geral. Para a entidade, se municípios vizinhos não aderirem, medida deve ser "cancelada"

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Rio Preto (Acirp), Kelvin Kaiser, afirmou que o lockdown noturno adotado pela Prefeitura de Rio Preto é uma "tragédia" para bares e restaurantes. Segundo ele, se não houver adesão dos municípios vizinhos, o lockdown em Rio Preto precisa ser "cancelado". A regra começou a valer nesta quinta-feira, 17, com fechamento das atividades a partir das 18h.

"Entendemos que o momento é delicado e estamos de absoluto acordo que a infraestrutura da saúde precisa ter capacidade para atender todos os cidadãos. Porém, assim como afirmamos no primeiro lockdown, esta medida isolada não é a solução", afirma Kelvin.

A Acirp participou dos debates no Executivo para evitar o lockdown geral. "O lockdown noturno proposto afeta menos o setor produtivo, porém, é uma tragédia para o setor de bares e restaurantes. Nossa posição é firme que, se as cidades ao redor não aderirem, esta medida tem que ser cancelada pois será ineficiente, gerando aglomerações nas cidades ao redor como aconteceu no primeiro lockdown".