15 de julho de 2021

Lançado a Programação do 57º Festival de Folclore.


De 11 a 15 de agosto de 2021, a Estância Turística de Olímpia, Capital Nacional do Folclore, realizará o 57º Festival do Folclore que, pelo segundo ano consecutivo, teve o formato adaptado devido à pandemia da Covid-19, podendo o público acompanhar a programação online, de onde estiver.

Após a versão totalmente digital, realizada em 2020, esta será a primeira edição híbrida, com apresentações gravadas inéditas de grupos de diversos estados brasileiros e danças ao vivo dos grupos parafolclóricos de Olímpia, respeitando os protocolos de proteção à saúde. As cinco noites serão transmitidas ao vivo pelos canais oficiais do festival.

Para isso, a Comissão Organizadora contou com a produção de vídeos em alta qualidade pelos grupos participantes a fim de montar um verdadeiro espetáculo digital e tecnológico para os internautas de todo o país e até do mundo.
Com o tema “Conexão de um Povo”, a edição 2021 reunirá, ao todo, 34 grupos folclóricos e parafolclóricos, de 12 Estados brasileiros, representando todas as regiões do país.


Além das apresentações noturnas, a programação contará ainda com atividades diurnas e complementares como contação de causos, Simpósio de Estudos Etnomusicológicos, brincadeiras tradicionais ressignificadas no contexto da pandemia, entre outras, também com transmissão online.
A tradicional abertura do evento terá, mais uma vez, a participação das crianças da rede municipal de Educação, cujo espetáculo também está sendo gravado, seguindo as medidas necessárias.

O tema da apresentação, “Olímpia, há 57 anos conectando pessoas e tradições!”, retrata um misto de saudade e esperança por dias melhores, relembrando as culturas populares e pessoas importantes ligadas ao folclore e ao festival de Olímpia, entre elas o saudoso Professor Edward Marques da Silva, o Wadão, compositor oficial das músicas-tema da festa e que faleceu, em outubro de 2020.

O espetáculo contará ainda com o envolvimento de professores da rede, dos grupos olimpienses Geração Folclore e Frutos da Terra e da escola de samba Unidos da Cohab.